Postagens

Consentir

Imagem
Deixe-me viajar sozinho e cumprimentar meu passado como a um velho amigo. Sorrir das inquietudes que vivi e perceber que elas se foram quando minha coragem de seguir, cortou do meu rosto o espanto imposto pelas circunstâncias. Apenas permita-me: perder, errar, chorar e cravar, nos próximos passos, o continuar andando, apesar do mundo que, em quietude, molda-se ao barulho que carrego aqui dentro.

Deixe-me dançar, vago e sem propósito algum. Desengonçado como fui feito, mas feliz enquanto me mexo. Mesmo que a sombra seja meu par e ainda que ao som dos meus porquês, deixe-me perceber o quanto sou bom em não ser. O quanto sou grato em me encontrar, perdido, praticando meu sorriso em um propósito sem par.

Apenas deixe-me, caricato e previsível, ser surpresa e abstração no meio dos que amo. E de quadro em quadro, dê-me permissão para pintar um fio das coisas nas quais creio, ou viver o meio como uma cor que preenche o espelho, dentro ou fora de contexto, refletindo na paisagem o melhor que…

Chama

Imagem
Se com todos os meus medos
uma chama em mim sorrisse,
enxergaria meu caminho
e a coragem que nele existe.


                                             (Halifas Quaresma)



Um céu de estrelas

Imagem
Naquele susto
vi que em teu sorriso
mora o eco das estrelas.
E aqui
tão diante da tua alegria
posso dizer que na vida,
frágil como uma ferida,
ousei tocar o céu.

                           (Halifas Quaresma)

Novo

Imagem
De fato um ano que parou em minha linha, mas jamais acreditarei que qualquer coisa que tenha acontecido tenha sido em vão. Eu sei, amigos. O feed de notícias de vocês está calejado de mensagens, por isso mesmo aqui vai a minha inesperada e trágica contribuição para os votos, já que uma a mais ou a menos não fará diferença.

O ano de 2014, pra mim, começou ainda no final de 2013, especificamente no natal, quando subitamente entendi que não viria coisa boa por aí. E óbvio, eu estava certo. Ando muito longe de pressentir coisas, mas a vida manda pistas meio óbvias ás vezes, minha sorte é percebê-las e decifrá-las, embora jamais encontre solução.

E logo se deu início uma longa jornada. Um grande desnível no início, uma longa caminhada até o meio, uma escalada ao pico de emoções e um desmoronamento básico até o chão plano e verde da realidade. Desde então, uma estranha calmaria e uma paz indecifrável avisam: estamos no fim.

Alguns amigos - com razão, diga-se - me questionam o por quê de eu …

Um sorriso

Imagem
Em teu sorriso
vi que a ternura tem forma,
que a graça é um sopro,
o zelo dura alguns motivos
e que às vezes,
nesse hábito vivo,
o medo já não perece
mas passa a desenhar sentidos.


                                          (Halifas Quaresma)

Único alívio

Imagem
Foto: Lourenço



Teus desejos tão humanos
cabem todos nesses olhos.
Círculos pequenos de pureza e loucura
Grades sinceras de onde se jogam tuas lágrimas
Nossas vozes defrontadas
nossos risos repousados.
Ter do teu peito sincero
esse silêncio armado de gritos.
É nesse enlaço que te converso,
que meu corpo te responde
É onde mostro que o refúgio
te faz pairar na ponta dos pés
E o que se quebra na paisagem alheia
junta todos os caminhos num único abraço.



                                                     (Halifas Quaresma)

Da janela

Imagem
Foto: Margarida TT