Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2010

Espera

Imagem
A espera é aquilo que alimenta o vazio das horas. A fome desvairada do tempo, Tentando mastigar os meus últimos minutos de você. . .
                                                                   (Halifas Quaresma)

Tomai

Imagem
Não tomem por poeta esse eu desconhecido. Basta-me saber que por quilômetros afora Carregam-me, no peito, em forma de letras. Nem tomem por arte aquilo que cicatrizo no papel. Apenas tomem por amigo o reflexo de seus espelhos. Tomem por amores os abraços da alvorada. E por poesia, A vida que escrevemos todos os dias. . .
                                (Halifas Quaresma)

Ao óbito

Imagem
Os risos envenenam. Saem escaldantes para o externo da alma. E com toda grandeza de algo mortal Misturam-se aos anseios do corpo. Em fluxo contínuo de destruição, Deslizam pelas veias do íntimo Levando toda doçura de tristezas ao chão dos esquecidos. E todas as horas escuras dos olhos ...Ao óbito.
                                   (Halifas Quaresma)