Postagens

Mostrando postagens de Março, 2011

Dance

Imagem
E todos os frios costumes que lhe regem, Que hoje durmam ao som do esquecimento. E toda a vida que passeia ao seu redor, Que hoje dance com a vontade de durar...

                            (Halifas Quaresma)

Das coisas Minúsculas

Imagem
O que alimenta esse vazio nas veias? O que será isso que toma tanto de mim sem que ao menos exista? Qual será a razão de não encontrarmos o alcance de nossos olhos quando procuramos motivos e momentos? O peito sempre arde por coisas que buscamos. A vontade de voltar à infância, de viver os mesmos medos, de amar os mesmos rostos, de sonhar as mesmas coisas, de dormir e acordar para viver tudo de novo e com mais carinho.

Ao nosso redor as pessoas giram sem norte, repetindo absolutamente tudo que um dia fizeram seus pais, seus amigos, seus vizinhos. Não aprendemos ainda que a resposta não mora nos ponteiros, mas naquilo que os carrega, não no tempo, mas naqueles que o faz parecer necessário.

Lá fora é sempre mais alegre, é sempre mais barulho, sempre muito mais do que aqui dentro. Nunca tive o direito de me achar perdido do resto das coisas, mas minha vontade de não soluçar o desgosto de repetir as horas é mais forte do que a vontade de amar o que se esconde do lado de fora das grades.

Sorr…

Entre a retina e o pedido

Imagem
Se te prendo entre a retina e o pedido, É que me faltam passos para dar. Se te guardo entre o sim e o talvez, É que me falta à certeza dos olhos, Falta-me ainda a ausência do não. Se te prendo entre o toque e o silêncio, É que me falta pele para arcar. Ainda preciso de coragem para lembrar a vergonha de se ter timidez. E ainda que eu te prenda entre o verbo e os dizeres Serei todo verso. Todo linhas. Todo rimas. Segurando-te entre o brilho dos meus pontos E o reflexo de minhas vírgulas.
                           (Halifas Quaresma)