3 de mar de 2011

Entre a retina e o pedido


















Se te prendo entre a retina e o pedido,
É que me faltam passos para dar.
Se te guardo entre o sim e o talvez,
É que me falta à certeza dos olhos,
Falta-me ainda a ausência do não.
Se te prendo entre o toque e o silêncio,
É que me falta pele para arcar.
Ainda preciso de coragem para lembrar a vergonha de se ter timidez.
E ainda que eu te prenda entre o verbo e os dizeres
Serei todo verso.
Todo linhas.
Todo rimas.
Segurando-te entre o brilho dos meus pontos
E o reflexo de minhas vírgulas.

                           (Halifas Quaresma)

6 comentários:

  1. a minha vida secreta é feita assim, dessas palavras que sorriem... e as tuas me encantaram!!

    Obrigada pela visita! Volte qdo quiser, a casa é sua e os braços aqui estão sempre abertos..

    ainda nos "veremos" mais por aqui!

    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  2. Halifas, meu queridoooooooooo!

    E minhas virgulas?? São tantas...
    Se...se...os "se" da vida, as incompreensões de cada ser humano....

    Lindooooo seu texto (pra variar).

    Meu poeta preferido!


    Um beijoooooo!

    ResponderExcluir
  3. sou a calçada por onde
    teus versos desfilam
    encontrando uma razão
    de conter meus olhos
    naquele beco sem saída
    naquelas quase-ídas
    que fumegam o vão das horas
    fervendo o pensamento
    nessa espera desejante
    que as voltas sejam caminhos sem ida.


    Coração agradece sua presença e palavras bonitas semeadas em meu quintal.

    Há neste 9re)canto seu, um universo de bonitezas cantadas em versos, um encontro de poesia do dia e singularidade dos passos teus.

    Abraços, flores e estrelas...

    ResponderExcluir
  4. Que lindeza este poema *.*

    Ainda preciso de coragem para lembrar a vergonha de se ter timidez.
    (preciso também)

    Grande Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Que lindeza de poema moço.

    Entre devaneios e desabafos, me monto, me desmonto, me recrio.

    Esta é a vida. Um incessante recomeçar.

    Se cuida, adorei sua visita.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Sam, eu que agradeço por ter retribuido. Obrigado pelas palavras.


    Sil...Tenho dessas confusões reais em minha vida todos os dias...mas fazer o que, a gramática invade nossa vida...^^. Obrigado por tudo minha linda....Beijos.


    Sam...Que poema lindo...
    Esse girassol na sua foto não é atoa. Ele gira brilhando algo que rouba de ti..^^
    Beijos...

    Gaby minha linda...
    A timidez é algo que assusta ás vezes. Mas temos nosos truques..=).


    Rosa....que bom te ter aqui agora...
    Alguém com um nome assim só pode ter perfume entre os dedos e entre os versos...

    Mil beijos...

    ResponderExcluir