29 de jun de 2010

Ao Amanhecer



















Eu hoje acordei com olhos de perdão.
Armas abaixadas, escudos encostados, posição curva.
A poeira entre os dedos vem de súplicas e medos.
Quase sempre nessa ordem.
Hoje eu acordei com o gosto da noite em minha boca
E uma leve sensação de ingratidão.
Sabe-se lá quem dormiu comigo.
Se foi a sombra de um Sim,
Ou o vulto de um Não...
                                     

                                        Halifas Quaresma

2 comentários:

  1. Parabens pelo blog...
    estou seguindo!
    Obrigada por ter comentado no meu.
    beijos
    geane

    ResponderExcluir
  2. Eu que agradeço sua visita Geane. Gostei muit do seu blog e espero te ver por aqui.

    ResponderExcluir