O tempo é o silêncio disfarçado em ponteiros e esperas
Silêncio que insistimos em incomodar.
As horas que carrego no pulso derretem frágeis quando postas à mesa.
Se for dia ou noite, não importa.
Interessa que seja agora.
Importa que seja real...

                                                       ( Halifas Quaresma ) 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Consentir

Chama

Um sorriso