Do Coração




















O coração é um órgão que ás vezes nos entrega a sorte. Assim mesmo, de mão beijada. É que ele é inocente e não percebe que nem todas as mãos são capazes de segurar-nos com o cuidado necessário. Ele é forte, mas não exercita tanto assim todos os músculos. Faz questão de reclamar atenção em todos os momentos e isso nos leva aos golpes que sentimos esmurrarem o peito de dentro pra fora, num compasso quase igual.
Nossas mais sinceras angústias vêm dele. O meu vomita todos os dias as impurezas que me percorrem o sangue. E o papel fica assim, todo molhado de letras e tintas frias.
O meu consolo, é que ouço seu movimento se manifestar todas as noites. Mesmo que fraco. Cansado das pedras que foram sendo jogadas em cima de suas vontades. Tonto de tantos muros que encontrou pelo caminho, fez voto de silêncio e emudeceu seus sentidos para não precisar incomodar a razão e despertá-la de seu sono tranqüilo.
Essa é a diferença entre o pedaço de carne que sangra no peito dos adultos e o pedaço de vida que brilha dentro das crianças. Elas sabem colorir tudo que tocam e alimentar seus passos com o brilho limpo da pureza. Nós ainda não aprendemos o som de cada cor. Nem mesmo o peso de cada passo. Por conta do medo açoitado no tronco das certezas.
E isso de amar, vai ficando pra trás na medida em que o reflexo no espelho não traduz a verdade da alma. E pouco a pouco vai o tal coração, encolhendo no lado escuro de cada um. Suprimido pelos amores não vividos. Esmagado pela saudade, que viaja com as lembranças, a fim de despertar velhos amigos e salgar velhas feridas.

                                                                                              (Halifas Quaresma)

Comentários

  1. Nossa..."O meu vomita todos os dias as impurezas que me percorrem o sangue."
    Como te entendo....
    Incrível como vc consegue transformar a majestosa imperfeição do ser humano,em poesia aos meus olhos.
    Seguindo sempre!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Que fantástico o que escreveu!

    Precisamos procurar no fundo de nós o que já sabemos.

    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  3. ' o coração da gente - escuros, escuro. '

    é, seu Rosa.

    lindo texto, parabéns.

    alice, lá do JPC. :D

    ResponderExcluir
  4. Por isso que eu procuro cuidar do meu coração.

    Entregar a quem cuide.
    Será que existe, Halifas?

    Um abraçoooooo meu anjo!

    Belo texto!

    ResponderExcluir
  5. Quando crianças carregamos dentro do coração parece que uma coleção de lápis de cor para podemos colorir nossos sentimentos e quando adultos parece que em alguns essa caixinha vai esvaziando e sobra só aqueles meio sem graça tipo preto e branco!
    Nunca deixes que teu coração se torna sem graça Halifas ;D
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Coração, coração
    Um misterio de nós.

    ResponderExcluir
  7. Nossa, muito obrigado a todas vocês. Minhas favoritas ^^. Luanne cadê você?^^. Quero seu blog cheio das coisas que saem de sua mente.

    Beijos e muito obrigado a todas.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Consentir

Chama