27 de ago de 2010

Permissão






















Guarde com dentes e força aquilo que trazes dentro do peito.
É que esse é o único pedaço de carne do corpo
Que ninguém poderá devorar.
A não ser que digas:
— Entre...

                         (Halifas Quaresma)

9 comentários:

  1. Sempre tão sensível...Vc parece ler a gente!
    Meu amigo querido! Amo vc!

    ResponderExcluir
  2. Adorei o "-Entre..." no final!
    Olá moço que comenta no meu blog e diz que gosta dos meus poemas! Tbm gostei muito dos seus escritos...continuo lendo e seguindo-te!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. As vezes até vale a pena deixar a porta aberta.
    Mas só as vezes.
    Os últimos tempos não tem sido fáceis
    a correria é grande
    mas sempre vale a pena visitá-lo.
    Sua sensibilidade sempre encanta.
    abraços

    ResponderExcluir
  4. O que a gente tem por dentro é tudo o que temos de verdade, é tudo o que nos pertence e a base para tudo o que vai ser, ou não, de nós.
    Belo post.
    Obrigada por visitar meu blog!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Muito Obrigado pela honra de me fazer sentir enraizado em algum lugar. É como se eu pudesse abraçar com aquilo que escrevo.

    Beijos.


    p.s.:Também te amo Marcia e vê se aparece mesmo Luanna...^^.

    ResponderExcluir
  6. Adorei, Halifas!


    Que entre, que devore, então!

    enorme beijo :*

    ResponderExcluir
  7. Demorei mas cheguei.E gostei daqui!!
    Um abraço!!
    Rejane

    ResponderExcluir