Fragmentos
















Somos tantos rostos resumidos a um só momento. Tantas mentes debruçadas em um leito de silêncio e liberdade. A verdadeira face de algo que se mistura a um sabor de abraço todos os dias. Essa moda de olhar poemas e imaginar realidades é mais do que suficiente para nos rasgar as mordaças.
Quando aprendi que as letras eram todo o suor misturado com lágrimas e vontades, coloquei de lado um monte de tristezas e angústias. E no íntimo de uma mesa, depositei todos os meus gritos de forma a espalhá-los como grãos de uma mesma semente.
A minha face já se transbordava em risos quando do alto de um momento triste, saíram meus primeiros versos. Minhas primeiras linhas. E desde que entendo por amigo aquele que sacrifica medos para encorajar e que emudece o próprio ego para concordar, comecei a perceber que todos os delírios que me vinham à mente eram fruto de uma vontade quase ingênua de escrever. Portanto, com tudo que me foi dado com o vento e as cicatrizes que levou de mim, sinto-me no direito de considerar amiga, essa que eles chamam poesia.
Sou mesmo um bobo enfeitado para reis. E talvez por isso essa farda me caia tão bem. É que nasci para ser fiel aos tropeços e quedas. Nasci (por assim dizer), com o privilégio de servir em uma bandeja, todos os sonhos nas pontas dos dedos. Para transformar em abrigo tudo o que minha mente tocar. Seja um papel amarelado de bordas queimadas ou a roupa que vestimos quando precisamos sentir o calor do outro, essa que chamam de pele.
                                                                                                (Halifas Quaresma)

Comentários

  1. Achei ótimo seu texto. Identifiquei-me como em poucos. Escrever é muito mais que simplesmente "escrever", penso que é renascer a cada vez que você consegue compartilhar (mesmo que com uma folha de papel) seus sentimentos, suas dúvidas, sua vida. Literalmente dar sem esperar nada em troca.

    ResponderExcluir
  2. Lindooo meu anjo!
    Escrever, é colocar seus sentimentos, seus
    desejos e fantasias...
    Vc tem o dom das palavras, me emocionei muito
    com seus textos , suas palavras tão simples, mas que tocam profundamente...

    É um prazer estar aqui no seu cantinho tão especial!

    Abraços de alma e beijos de alegria!

    ResponderExcluir
  3. "Literalmente dar sem esperar nada em troca..." É exatamente o que sinto Luci, é exatamente o que bate aqui dentr que me faz entender que algo complexo sai dos meus dedos, mesmo quando eles escrevem apenas algumas linhas.

    Beijos...

    ResponderExcluir
  4. Elzira minha linda, não é surpresa dizer que gosto de ti...és tão doce e perfeita com as palavras. Adoro te ver por aqui e me alegraria muito ver-te mais e mais. Obrigado.

    Beijos....muitos deles.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Chama