Ouse dizer não!


















Pela manhã,
vem a brisa encharcada de luz,
afogar meus holocaustos sentimentais,
oferecendo-se em alimento.

Vem o porvir, acordar-me da noite
meio que por gritos,
ou ordens,
ou favores.

E arde o sol queimando-me as horas.
A vida se inventando frágil e necessária,
encara-me, fria, no espelho d’um louco.
E assim,
vai o sorriso dela,
tornando-se a coisa mais indispensável do dia.

                                               (Halifas Quaresma)

Comentários

  1. Tão necessário por vezes, fazer uso dessa paavra

    ResponderExcluir
  2. "E assim,
    vai o sorriso dela,
    tornando-se a coisa mais indispensável do dia."
    Como se pode dizer não a um sorriso doce assim?! Capaz de engabelar um poeta nato?! Ow coisa doce... amei!

    ResponderExcluir
  3. Oi Halifas,

    E só por hoje um sorriso pode ser tudo que se precisa, seja dela, seja do dia.

    Adorei!

    Beijo meu

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Consentir

Novo

Um sorriso