15 de dez de 2012

Viva


















Foto: Carlos Briones



Deite-se em um muro de cacos de vidro para sentir o nojo da dúvida.
Divirta-se a moda de todas as horas.
E em um dia frio,
De ventos fortes e janelas embaçadas,
Brinque de saber tudo sobre qualquer coisa.
Iluda sua mente em favor de suas vontades.
E quando tudo o que restar for um olhar decepcionado na frente do espelho,
Com um rosto manchado pelos dias e molestado pelos anos,
Jogue dados com a morte
E prove que até mesmo a irmã casula da vida,
Vez ou outra,
Precisa de sorte.
                                                 (Halifas Quaresma)

Nenhum comentário:

Postar um comentário